Rádio e política

áudio temporariamente indisponível

Milton – Bom dia, Ethevaldo. Como vai? Ethevaldo – Bom dia, Milton; bom dia, ouvintes. Tudo ótimo. Milton – Ethevaldo, qual foi a participação do rádio nos grandes eventos da história do Brasil? Ethevaldo – Não apenas foi, mas tem sido muito forte, Milton. O papel do rádio, como formador de opinião e de consciência democrática, tem sido extraordinário. Ele teve grande influência nas revoluções de 1930 e 1932, no combate à ditadura, na redemocratização de 1945, na segunda redemocratização de 1979 no final do regime militar, assim como na campanha das diretas e no impeachment de Collor, entre outros momentos. Milton – Mas também sofreu períodos de censura de governos autoritários. Ethevaldo – É verdade, Milton. Na ditadura Vargas, o rádio enfrentou até a mordaça do velho DIP, o Departamento de Imprensa e Propaganda, que censurava rádios, jornais e revistas. Algo parecido com o que aconteceu no regime militar, especialmente de 1968 a 1975. Milton – Até amanhã. Rádio CBN Brasil |Mundo Digital, com Ethevaldo Siqueira | Leia também Entulho Regulatório.

Categorias: , Tags: , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *