RÁDIO GAÚCHA E DE TODO O MUNDO

A primeira emissora de Porto Alegre completa 80 anos ampliando as fronteiras do Rio Grande do Sul. Em 8 de fevereiro de 1927, há exatamente oito décadas, um sonho começava a ganhar vida na forma de um manifesto lançado por um grupo de gaúchos que questionava por que Porto Alegre ainda não possuía sua ‘estação de radiodifusão’.
Redação Zero Hora

Em 19 de novembro de 1927, os homens que meses antes haviam divulgado o manifesto sobre a importância do rádio instalavam-se em um prédio na Praça da Alfândega. O sinal da Rádio Sociedade Gaúcha ganhava o céu de Porto Alegre. Era a primeira emissora da Capital e a segunda do Estado. Oitenta anos depois, o fraco sinal de 50 watts de então se transformou em um hábito que chega de muitas formas a qualquer lugar do mundo – como a sala da casa da advogada gaúcha Iara Izabel Ludwig Bonfiglio, 36 anos, em Xangai, na China.
A história da taquariense Iara é um recorte fiel da realidade de muitos gaúchos do início do século 21. Atraídos por oportunidades na indústria química, Iara e o marido mudaram-se para Xangai em 2004. A advogada hoje se sente quase em casa, mesmo a milhares de quilômetros, sempre que ouve as vozes dos apresentadores Sara Bodowsky e Marcelo Matusiak, no programa Brasil na Madrugada – que, na China, pelo fuso horário, acaba virando o programa da manhã.
A opção de escutar a Rádio Gaúcha pela Internet existe desde 1997. Poder ouvir a Gaúcha do outro lado do mundo foi uma descoberta que mudou o cotidiano de Iara: – O simples fato de poder ouvir português, com todo o nosso bom humor, num lugar tão longe, me transportava para o Brasil e atenuava a saudade.
A Internet apenas potencializou uma vocação que a Gaúcha aprimorou ao longo de seus 80 anos, a de traduzir e unir a aldeia, sempre enfatizando as questões locais. – Conheci um brasileiro aqui em Xangai por causa da Gaúcha – conta Iara. – Éramos vizinhos e não sabíamos. A emoção sentida por Iara é bem parecida com aquela que o taxista Silvestre Martins, 56 anos, sente diariamente, enquanto cruza as ruas de Porto Alegre. Além de ser abastecido com as informações sobre o trânsito, o futebol, sua principal paixão, tem lugar cativo na rádio. As transmissões esportivas remetem o taxista a sua juventude, quando foi operador de externa da reportagem de campo em uma rádio: – Eu corria pelo campo enrolando os fios do microfone.
Já o bancário aposentado José Luiz Corrêa pode se orgulhar de ter conhecido a Rádio Gaúcha no tempo dos programas de auditório e das radionovelas – o perfil de notícias e esporte da rádio foi definido em 1983. – Eu acompanhava ao vivo os programas do Maurício Sirotsky Sobrinho, com sua voz incomparável. Uma multidão ia até o Cinema Castelo. Em certo momento, era preciso fechar as portas, de tanta gente – lembra Corrêa, que sintoniza a Gaúcha em Florianópolis, onde vive há 20 anos.
Ao completar 80 anos junto com sua rádio preferida, ele destaca a evolução da Gaúcha: – Ela começou pequena e hoje é uma rádio muito eclética, tem de tudo. Nem a televisão supera.O dia do aniversário, 8 de fevereiro, data em que é comemorado o aniversário da Rádio Gaúcha, não foi exatamente o dia em que a rádio começou a operar, mas sim a data em que os fundadores da emissora publicaram o manifesto-convocação ‘Por que não possuirá Porto Alegre a sua estação de radiodifusão?’, em 1927.
O documento descrevia a importância do rádio: ‘De uma curiosidade, que era há poucos anos, (o rádio) tornou-se hoje uma das grandes alavancas do progresso’.
Entre os fundadores, estavam Carlos Ribeiro de Freitas e Ivo Barbedo. Foi em uma reunião realizada no dia seguinte à publicação, na casa de Freitas, na Rua da República, que Barbedo deu a sugestão de chamar a estação de Rádio Sociedade Gaúcha. A inauguração oficial seria em 19 de novembro.
Fonte:
Rádio no Rio Grande do Sul, dissertação de mestrado de Luiz Artur Ferrareto. Fabico/UFRGS, 2000. Nas ondas da História:

1893 – É inventado o rádio.

20/4/1923 – Surge a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, considerada a primeira emissora do Brasil.

8/2/1927 – Surge a Rádio Sociedade Gaúcha, primeira emissora da Capital e a segunda do Estado (depois da Pelotense).

19/11/1927- A Gaúcha começa a transmitir de uma sala do Grande Hotel, na Praça da Alfândega.

1928 – É inaugurado o primeiro toca-discos acoplado a um transmissor.

19/11/1931- Primeira jornada esportiva: Grêmio 3×1 Seleção do Paraná, no Estádio da Baixada.

FEVEREIRO DE 1932 – Primeira transmissão fora de Porto Alegre, durante a Festa da Uva de Caxias do Sul.

1940 – Os estúdios mudam para a Rua 7 de Setembro. As torres,agora de ferro, são instaladas no bairro Cristal.

1949 – Cândido Norberto narra Grêmio 3×2 Nacional, do Estádio Centenário, em Montevidéu. É a primeira rádio do Estado a transmitir de fora do país.

1951- Começa a operação em ondas curtas. A Gaúcha inaugura estúdio e auditório novos, no Edifício União, centro da Capital. A fase de radionovelas e shows de auditório impulsiona a emissora.

1957 – Maurício Sirotsky Sobrinho assume a direção da emissora, com três sócios. Forma-se o embrião da RBS.

1978 – A rádio passa a transmitir em 100 kW, potência 10 vezes superior à anterior.

1983 – Define a programação no estilo talk and news (diálogo e notícia). As atrações são noticiosos, programas de opinião e esportes. Surge o slogan ‘A Fonte da Informação’.

1986 – Construída a maior torre radiofônica do Brasil, com 230 metros de altura. Monta-se um parque avançado, com equipamentos de alta tecnologia.

1994 – , formando uma rede de 358 emissoras no Brasil. No ano seguinte, o sinal da Gaúcha já pode ser captado em qualquer rincão do Brasil.

1998 – É a primeira rádio do país a utilizar o sistema áudio digital na Copa da França.

2002 – É a terceira marca de rádio mais lembrada no Brasil, segundo pesquisa nacional da Meio & Mensagem.

2005 – Primeira rádio AM do Brasil a transmitir em sinal digital.

2006 – A rádio atinge audiência de 23 mil ouvintes por minuto (60,92% dos ouvintes do segmento Talk & News)


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *