Radioamadorismo 02

Para se ter uma estação de rádio se faz necessário dominar diversos ramos do conhecimento tecnológico e científico, como a eletrônica, a eletricidade, matemática, física e mecânica. Os chamados DX se destacam também no estudo e no conhecimento da astronomia e da metrologia, precisando buscar subsídios na geografia e em outros ramos do conhecimento humano.
Por Antonio Paiva Rodrigues

 As antenas são de suma importância para uma boa navegação utilizando as ondas de rádio como instrumento de propagação dos comunicados. É preciso também, haver conhecimento da propagação das ondas no espaço, a reflexão lunar, estudo do espectro de radiofreqüência, os aspectos geográficos e a reflexão ionosférica.
Hoje existem no mundo mais de três milhões e quinhentos mil radioamadores, sendo quase a metade somente nos Estados Unidos da América. A grande importância do radioamadorismo é que ele não visa lucro algum.
Para ilustração iremos enunciar alguns radioamadores famosos. São eles: Juscelino Kubitschek – PY4JKO, ex-presidente do Brasil); Marcos César Pontes – PY0AEB, primeiro astronauta brasileiro. Mauricio Beraldo – PY4MAB, primeiro radioamador brasileiro a manter contatos por radio com os astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional; Carlos Saul Menem – LU1SM, ex-presidente da Argentina; Iuri Alieksieievitch Gagarin – UA1LO, cosmonauta); Juan Carlos I de Borbón – EA0JC, rei da Espanha e Marlon Brando – FO5GJ, ator.
O radioamador é a pessoa habilitada pelos órgãos competentes a operar uma estação de rádio, nas freqüências delimitadas no Brasil pela Anatel seguindo padrões mundiais da UIT ( União Internacional de Telecomunicações ). Nas freqüências destinadas ao radioamadorismo não é permitida a operação com fins comerciais ou desviada para qualquer outra finalidade que não o interesse público.
Uma repetidora é um sistema eletrônico que recebe sinais fracos e ou de baixa altitude e retransmite de um local mais alto e ou com maior potência. Desta forma o sinal pode cobrir distâncias maiores sem perder a qualidade. O termo repetidora se origina da telegrafia e se refere a um sistema eletro-mecânico usado para regenerar sinais telegráficos.
O uso deste termo também é valido na comunicação telefônica e de dados. A telefonia celular, a radiocomunicação, microondas e o radar tiveram com berço o radioamadorismo. A sigla “ RENER ” é a abreviação de ” Rede Nacional de Emergência de Radioamadores voluntários. O radioamador é o cidadão que se interessa pela rádio técnica, sem fins lucrativos, tendo por objetivo a intercomunicação, a instrução pessoal e os estudos técnicos. O COER, Certificado de Operador de Estação de Radioamador, é a habilitação do responsável pela estação de radioemissão e recepção.
O documento é de uso obrigatório pelo seu titular no momento da operação de uma estação de radioamadorismo.
Classes de Radioamadores : CLASSE C – Maiores de 10 anos aprovados nos testes de Técnica e Ética Operacional e Legislação de Telecomunicação. CLASSE B – Além dos testes da classe anterior, inclui-se r ecepção auditiva e transmissão em código Morse e Radioeletricidade. Já na CLASSE A – O teste de Técnica e Ética Operacional bem como Legislação de Telecomunicação, serão aplicados da mesma forma das classes anteriores, no entanto com os percentuais de aprovação alterados para 80%, ou seja, 16 respostas certas. Na prática, segundo interpretação dada pela ANATEL a norma aprovada pela Resolução nº. 449/2006, não vem sendo aplicada para promoção para Classe “A”, limitando-se o teste a Radioeletricidade – “Conhecimentos Técnicos de Eletrônica e Eletricidade”, sendo exigidos 70% de aproveitamento, consoante Documento expedido pela ANATEL denominado ” Procedimentos de Teste de Comprovação de Capacidade Operacional e Técnica “. O patrono do radioamadorismo no Brasil é o Padre Roberto Landell de Moura.
Fonte relacionada Wikipédia


{moscomment}

Categorias: Tags: ,

Por Antonio Paiva Rodrigues

Bacharel em Segurança Pública, gestor de empresas e jornalista integrante das associações de Ouvintes e de Imprensa, do Sindicato dos Jornalistas e da Academia de Letras dos Oficiais da Reserva do Ceará. Poeta, ‘também autor de seis livros. Colunista do Caros Ouvintes tem se dedicado à pesquisa da história do rádio.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *