Ramiro, guerreiro de todos os tempos, passeia pelo site e diz o que pensa. Bem vindo.

Caro Severo,
Naveguei pelo site “Caros Ouvintes” e adorei o conteúdo. Claro que não me acho em condições de comentar ou analisar um produto de sua lavra. Ele está simples e objetivo, coisa de professor competente. Talvez mereça uma moldura mais vistosa, Seguem-se os comentários feitos durante a visita ao site.Ótima a idéia do livro sobre 60 anos do Rádio em Floripa. É um resgate necessário e justo. Tenho certeza que terá grande público interessado na sua leitura. Quanto ao local de lançamento, as duas sugestões são válidas. Gostei mais do Largo da Alfândega. Mas depende das condições de tempo, claro.
 
Historias como a do Ricardo Medeiros são engraçadas e se confundem com os percalços de velhos e consagrados radialistas de qualquer lugar deste Brasil. Vale a pena a gente ler para recordar as agruras dos autodidatas da época. Quantas mancadas demos!
 
Já conhecia o Acy Cabral Teive de nome e de vista e o considerava uma “personalidade” do rádio florianopolitano. Conheci-o melhor quando fui trabalhar na Guarujá, dividindo com ele a responsabilidade da direção da emissora. Ele muito cheio de dedos e cuidados e eu metido a fogueteiro. Acho que ele muitas vezes me chamou de doido, devido as atitudes que eu tomava para limpar a radio de alguns penduricalhos que havia por lá.  Foi uma grande e respeitosa amizade que fiz em Floripa. Lamento que ele não tenha aceitado o troféu “Manezinho da Ilha” que sugeri ao autor da premiação. Mais do que essa homenagem, Acy merece receber o “troféu da paciência”. Grande Acy!sem carnavalizar. Fique certo: vou invadir a sua página com freqüência. Parabéns. Um Abraço. Ramiro Gregório da Silva.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *