Recordações – 02

Na Marumby, a “Emissora das Iniciativas” a maioria dos locutores da época era composta por estudantes, muitos universitários, obtendo no rádio um reforço para a mesada que recebiam. Sendo universitário que não tinha mesada, muito cedo tratei de me profissionalizar.Comecei a produzir programas. “Vamos tirar o pó”, “Poesia na Onda”, “De quem é este retrato?” são alguns deles. Passei, também, a escrever crônicas. Em julho de 1952 fui promovido a Redator Locutor e logo depois a Diretor Artístico. Lancei o programa de auditório “Grandes Recitais” que apresentava artistas líricos de Curitiba, integrantes do “Grupo Experimental de Operetas” comandado pelo Maestro Wolff Schaia. Participavam, dentre outros, o tenor Felipo Barani e a soprano Isis Rocha.

De âmbito internacional, atuavam o tenor Lubo Matchiuk e a soprano Lia Matchiuk. Para esse programa criamos o “Trio Marumby”, composto por Janina Ostrowska (pianista), Donato D’Aló (violoncelista, meu padrinho de batismo) e Reinaldo Siedel (violinista).

Lancei, juntamente com Isis Rocha, o programa de auditório “Ciranda Infantil” do qual nasceu o “Teatrinho Marumby”, posteriormente “Teatro Infantil Paranaense”.

Na Rádio Marumby os jovens locutores dos anos 40 e 50 aprendiam muito porque faziam de tudo um pouco. No meu caso, além de fazer locução comercial, eu escrevi e apresentei programas de estúdio, animei programas de auditório, irradiei corridas de bicicleta, transmiti missas e bailes de carnaval, fui repórter e transmiti a inauguração da linha telefônica Curitiba-Joinville; trasmiti a chegada do novo Arcebispo de Curitiba Dom Manuel da Silveira D’Elboux, cobri a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora do Carmo e a chegada do Presidente Getúlio Vargas a Curitiba. Até futebol me fizeram tentar… e nessa eu me dei mal. Conto o caso na seção “Gafes e fatos cômicos”, site http://www.ulustosa.com/index.htm .

Das três emissoras da época, a Marumby era a que tinha o menor faturamento. Ainda assim, graças ao denodo de Arno Feliciano de Castilho e Tobias de Macedo Junior, foi a primeira a transmitir em Frequência Modulada e a pioneira na utilização de”Walk-Talk”, o microfone sem fio, nas irradiações externas.

Às vezes, as corridas de bicicletas que transmitíamos eram realizadas no percurso Curitiba-Ponta Grossa-Curitiba. A ida num dia e a volta no outro. Logo que começamos a dar cobertura a esse esporte, nosso carro era um recem-lançado “Fusquinha”, de propriedade do Gerente, Frederico Plaisant. O técnico era o Erbert Rüllei. Em geral, no retorno, um dos corredores se distanciava dos demais, o que nos dava a oportunidade de entrevistar o virtual vencedor em plena corrida.

Emparelhávamos o carro com a sua bicicleta e eu aproximava dele o microfone amarrado a um cabo de vassoura. Os familiares, ouvindo a Rádio em Curitiba, já começavam a festejar a vitória antes da chegada.


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *