Reis democráticos e populares

O brasileiro tem uma queda pela monarquia que vem do tempo de Dom  Pedro e  se espalhou pela sociedade, sem discriminar ninguém. Tem Rei dos pobres, Rei dos ricos e até dos remediados. Atualmente estamos comemorando, segundo a TV, o centenário de Luiz Gonzaga, O Rei do Baião. No final do ano vamos assistir mais um programa do Rei da Juventude. Frequentemente aparece nos comerciais de TV  o eterno Rei do Futebol, Pelé. O Rei do Samba de Breque, já morreu mas, deixou súditos. A Rainha da TV morreu,  o Rei dos Auditórios continua, mais velho, repaginado e com folego para mais alguns anos de reinado.

Já tivemos o Rei da Voz, Rei do Chorinho, Rei do Carnaval, Rei e Rainha do Radio. O Brasil é um pais com rei para todos os gostos, muito embora maioria deles, seja Rei de alguma coisa que a maioria da população não conhece.

Luiz Gonzaga é Rei do Baião, mas o baião esta sumido há muito tempo. O Rei da Juventude tem 70 anos e a juventude onde reinou envelheceu. O Rei do Futebol, no pais do futebol, já não reina como reinou. O Brasil  não é o pais do futebol do período Pelé, e novos reis desse esporte surgiram em vários pontos do planeta.

O Rei do Samba de Breque , seria Rei de um samba que deixou de existir por falta de súditos. Rei e Rainha do Rádio, são coisas do passado, de um tempo em que o próprio Rádio reinava como o grande veículo de comunicação.

Os reis de hoje existem em pequeno reinados, obscuros, particulares como o Rei do Truco, Rei da Pelada de Sábado, Rei do Vanerão em Soledade, Rei do  Xaxado em São João da Tapioca etc.

Para quem gosta de reis, há sempre uma oportunidade de conseguir algum. Afinal o brasileiro é de uma criatividade tão intensa que é capaz criar um Rei em qualquer atividade.

Categorias: , Tags: , , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *