Revendo a história do rádio

O primeiro homem a emitir ondas de rádio em nosso planeta foi o padre Roberto Landell de Moura. Brasileiro, gaúcho de Porto Alegre, realizou suas experiências na capital paulista em 1893. Landell requereu diversas patentes de suas invenções nos Estados Unidos e que permaneceram devidamente engavetadas.Foi aí que Guglielmo Marconi, italiano, contando com toda publicidade possível assombrou o mundo em 1900, ligando por radiocomando as luzes da Torre Eiffel, em Paris, desde Roma. “Em 1909 – O Paranaense Lyvio Gomes Moreira, então Diretor de Telégrafos em Curitiba, foi o primeiro Radioamador brasileiro a colocar no ar sua Estação de Rádio de fabricação caseira e a manter contato com Radioamadores dos Estados Unidos, da Alemanha e outros países”.

Minha paixão, a de muitos como Edgard Roquette-Pinto em 1922, fez o Rio de Janeiro tremular por ocasião das solenidades do centenário da independência do Brasil na gestão do presidente Epitácio Pessoa.

Em 1923 surgiram as seguintes emissoras: Rádio Sociedade do Rio de Janeiro; Rádio Clube do Brasil no Rio; Rádio Clube Paranaense de Curitiba PRB; Rádio Clube de Pernambuco; Rádio Educativa Paulista;

Em 1924, instalaram-se a Rádio Sociedade da Bahia e Rádio Sociedade Gaúcha de Porto Alegre. A Ceará Rádio Clube associada ao sobrenome Dummar só vai aparecer identificando proprietários de quotas ou ações de emissora de rádio em 1931. No dia 28 de agosto a emissora foi “autorizada a irradiar com o prefixo PRA-T, em 16 de agosto de 1932”, mas só foi instalada em 19 de setembro de 1933, e depois licenciada com o prefixo PRE 9 pela portaria 415, de 30 de maio de 1934.

Da História do Rádio no Ceará extraímos que a informação pode soar inusitada mas, em verdade real: a radiofonia, não sob essa designação, mas nomeada radiotelefonia,  tem sua pré-história ocorrendo em 1924, quando se instala em Fortaleza o Rádio Club Cearense, do qual participam exatamente 129 associados. Lidera a extensa relação o Engenheiro Elesbão de Castro Velloso, a quem devemos creditar a iniciativa para instalar em Fortaleza o primeiro equipamento para transmissão de voz e música, o que acabou convertido no funcionamento de “pequena estação emissora de 3 watts” na sede do Clube à Rua Barão do Rio Branco n. 21, onde os membros da agremiação podiam dispor de solitário e inovador aparelho receptor de 3 válvulas, em circuito T. S.F, com alto-falante tipo Ericsson Super-Tone.

Causa admiração: além desse receptor, a cidade – consideremos assim – possuía apenas mais quatro aparelhos receptores (rádios), sendo seus proprietários os Srs. Clóvis Meton de Alencar, Alfredo Euterpino Borges, João de Carvalho Góes e Augusto Mena Barreto.  Em 1936 – Foi ao ar a Rádio Nacional do Rio de Janeiro; Em 1942 – Foi ao ar a primeira Rádio Novela. A – Ceará Rádio Clube – conhecida carinhosamente como a pioneira e PRE-9 teve seu auge e suas programações não ficavam a dever a nenhuma outra emissora do país. Rendo aqui a homenagem ao dia do rádio com estas pequenas nuanças que são verdadeiras relíquias.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *