Rio+20: poema gigante cobre a praia de Copacabana

Evento da Unesco tem a iniciativa do artista espanhol Ángel Arenas; durante todo o dia, pessoas podem escrever suas opiniões sobre a proteção dos oceanos

MÍDIA | Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York

Um poema gigante está sendo escrito nesta quinta-feira na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. A ação criativa da Unesco faz parte das atividades da agência no contexto da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável. A iniciativa “Poema Gigante” é do artista espanhol Ángel Arenas. Em uma folha de 150 metros, as pessoas que passam pela praia estão escrevendo versos sobre os mares. Falando à Rádio ONU, do Rio de Janeiro, Ángel Arenas explicou o objetivo da ação. Segundo o artista Ángel Arenas, a ideia é chamar a atenção das pessoas sobre a proteção dos oceanos e incentivar que elas transmitam suas emoções e opiniões. O Poema Gigante está sendo escrito no calçadão de Copacabana. O objetivo é construir o poema mais longo já escrito sobre os oceanos. A proteção dos mares está sendo debatida na conferência Rio+20, que termina amanhã, 22/06.

Categorias: Tags: , , , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *