Seis jingles que o nosso Rádio consagrou nos últimos 60 Anos

Relembrando: jingle é uma peça musical publicitária criada para ser tocada no rádio. Como curiosidade: jingle vem do verbo to jingle, imitação do som de um sininho, do tilintar de metais, soando agradavelmente. Como a mitológica Jingle Bells, jingle Bells.
Por Chico SocorroToda a quinta-feira, no restaurante do Hotel Mercure, no coração da Ilha de Santa Catarina, reúne-se um pequeno grupo de publicitários, alguns deles com origem no rádio e que já foi tachado de “velhinhos do rádio”. Na verdade uns malucos que insistem em colocar o meio Rádio como a estrela das conversas. Tudo gente passadista… Alguns deles até escrevem no site www.carosouvintes.org.br    
E um dos assuntos que tem sido discutido acaloradamente no grupo é a existência de novos formatos de áudio, pois somente a produção dos tradicionais jingles e spots de rádio e trilhas para comerciais de TV já não viabilizam o negócio das produtoras de áudio.
As discussões passam sempre pelo tema da necessidade de valorização do meio rádio e dos profissionais que criam e produzem as peças de áudio publicitário.
Discute-se até a idéia de se organizar em Florianópolis um Festival de Áudio que possa ter uma dimensão nacional. Coisa de visionários.
Uma conclusão recorrente do grupo é que o meio Rádio se descuidou bastante de seu marketing desde a ascensão vertiginosa da Televisão e atualmente é ínfima a sua participação no bolo publicitário. Essa participação é atualmente avaliada pelo Projeto Intermeios em 4,1% (média nacional).
Hoje, como bom passadista, gostaria de apresentar a vocês a minha lista dos seis jingles que se tornaram famosos nas últimas seis décadas.
Começando pelo antológico Pílulas de Vida do Dr. Ross (década de 50) chegando até o jingle polêmico do Zeca Pagodinho para a Brahma, cuja camisa ele passou a vestir, abandonando abruptamente a cerveja Schin no meio do caminho no verão de 2004. Estão Lembrados?
Vale a pena ouvir novamente e recordar essas seis preciosidades. Clique em cada um deles:

:: Década de 50 – Pílula do Dr. Ross
:: Década de 60 – Varig (mensagem de Natal consagrada)
:: Década de 70 – Banco Nacional – considerada entre as três melhores mensagens de natal de todos os tempos
:: Década de 80 – Danoninho
:: Década de 90 – Pipoca com Guaraná (Antarctica)
:: Século 21 (Verão de 2004) Brahma – Zeca Pagodinho

*Versão atualizada de matéria publicada no boletim do Caros Ouvintes do dia 10 de outubro de 2005.
Da Redação

Olha aqui, ó, pra completar o passeio dá uma banda nos links seguintes:
:: http://jovempan.uol.com.br/jpamnew/opiniao/consultores/consultores.php?id=14 
:: http://www.releituras.com/jessierq_menu.asp
:: http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/editorias/jinglesinesqueciveis.asp
:: http://www.fiocruz.br/ccs/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?from_info_index=121&infoid=679&sid=9


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *