Semana Luiz Henrique Rosa reacende a chama de um grande artista

Capa do LP Mestiço gravado na Itagra também de propriedade de Luiz Henrique

Capa do LP Mestiço gravado na Itagra também de propriedade de Luiz Henrique. Capa Hassis

Luiz Henrique foi um artista regional, nacional e internacional. Gravou, tocou e conviveu com exímios músicos, como Stan Getz, Liza Minelli, Oscar Brown Jr., Billy Butterfield, Bobby Hacket, Sivuca, Hermeto Pascoal, Walter Wanderley, João Gilberto, Airto Moreira etc. Sua discografia é vasta, rica e apreciada internacionalmente, graças ao seu trabalho, o músico reservou um espaço privilegiado entre as grandes estrelas da música, tornando-se um dos maiores expoentes da música catarinense. Mas esse status precisa ser preservado, compartilhado e celebrado.

A Semana foi aberta com a exposição Vida e Obra de um Manezinho com Orgulho na Biblioteca Universitária da UFSC com cartas, documentos, fotos, discos e outros pertences de Luiz Henrique Rosa. No dia 25/11, data em que o cantor estaria completando 77 anos foi realizada mesa redonda A Bossa Nossa de Luiz Henrique Rosa no Auditório do Centro de Educação da UFSC que contou com a participação dos jornalistas e pesquisadores Antunes Severo e Carlos Damião e que foi completada por Sílvia Abelin e Guinha Ramires interpretando músicas de autoria de Luiz Henrique e outros parceiros locais.

Esse evento pode ser considerado como uma espécie de contrapartida, um agradecimento da Universidade a esse talentoso artista catarinense por tudo que ele fez pela cultura brasileira. É mais um gesto para quebrar o silêncio dos círculos acadêmicos, dos quais se espera que esse ato sirva de inspiração para outros encontros, trabalhos e eventos.

A iniciativa da homenagem prestada a Luiz Henrique partiu dos doutorandos Tiago J.J. Alves e Diego Pacheco que assinalam: “Sua obra, amparada pelo esforço da família e de amigos, vem sendo preservada e redescoberta por músicos, agitadores culturais e apreciadores da boa música. Para contribuir com essa tônica de ressurgimento, o projeto Conexões Culturais quer romper os muros da academia para a discussão e a apreciação da obra desse artista. Para essa tarefa, receberemos a ajuda do estimado professor, comunicador e administrador Antunes Severo e do talentoso poeta e jornalista Carlos Damião”.

A Bossa Nossa de LHR (1)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *