Si non é vero, é bene trovatto

“Segundo o pps La Barca é a música mais executada do mundo e que mais recebe direitos autorais”. Pois é o que nos conta a Olga, uma leitora que seguidamente colabora com pautas e sugestões de temas para este boletim.
Da Redação

A Olga confessa “Eu não sabia. E também não sei se é verdade, mas que é linda é”! Aqui na redação desde os mais novos até os mais longevos, como se autodenominam alguns colegas com maior quilometragem, todos têm alguma historinha pra contar quando se fala de La Barca. Lembranças de viagens, romances inusitados, bebedeiras memoráveis levadas a cabo com a desculpa de “afogar as mágoas”. Ou simplesmente uma lembrança ocasional, quase profissional: “É um dos temas clássicos da música latino-americana dos anos de ouro do rádio (1940 / 1950)”; “Foi um grande sucesso do Altemar Dutra aqui no Brasil”; “Essa música foi tema da novela Deus nos Acuda de 1992”; e por aí vai.
E você já dançou de rostinho colado ao som dos acordes românticos e merencórios de La Barca? Tem alguma história pra contar? Então, escreva pra nós.
E agora relembre a letra enquanto ouve La Barca, bolero de Roberto Cantoral na voz de Luis Miguel.
:: Clique para baixar o áudio
 


 
Dicen que la distancia es el olvido
pero yo no concibo esa razón,
porque yo seguiré siendo el cautivo
de los caprichos de tu corazón.

Supiste esclarecer mis pensamientos
me diste la verdad que yo soñé
ahuyentaste de mi los sufrimientos
en la primera noche que te amé.

Hoy mi playa se viste de amargura
porque tu barca tiene que partir,
a cruzar otros mares de locura
cuida que no naufrague tu vivir.

Cuando la luz del sol se esté apagando
y te sientas cansada de vagar,
piensa que yo por ti estaré esperando
hasta que tú decidas regresar

 

Site relacionado:
http://www.romantichome.net/musicas/labarcaluismiguel.htm
 
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *