Siga os bons exemplos e crie sua Rádio Comunitária – 3

Antonio Paiva Rodrigues

Quem exerce funções de coordenação, ou mesmo, trabalha em rádio comunitária, deve ter bastante conhecimento da comunidade que será servida pela emissora. O estatuto deve ser atualizado dentro da medida do possível. As atas e estatuto devem ser registrados em cartório. Um dos problemas das rádios comunitárias são os equipamentos. Procure os melhores equipamentos para a rádio de sua responsabilidade. Um projeto técnico deve ser feito e executado. Observar a topografia do terreno, pois pode haver interferência no alcance, principalmente num planalto, se no caminho houver edifícios, torres de transmissão, montanhas, serras, visto que pode haver interferência no sinal da emissora e até interrompido.  Todos os documentos de aquisição de material devem ser guardados, as notas fiscais são importantes para a Anatel e Procuradoria.

Coloque sua emissora no ar. Alguns aspectos devem ser debatidos com a comunidade, principalmente se houver problema de brigas e repressão. A rádio pode ser colocada no ar, mesmo que não haja autorização do governo. Essa repressão pode ser política ou de outros matizes. Entretanto, é de vital importância a regulamentação para um funcionamento legal. Evitar aborrecimentos. Toda emissora deve ter subestação (rede distribuidora, aparelhada para reduzir a voltagem da corrente elétrica ao nível necessário) e respaldo financeiro. A capacitação de recursos para pagamentos de salários dos que trabalham na emissora, bem como, para compra de equipamentos, CDs, aluguel de sala etc. A expressão “sem fins lucrativos” não impede que a rádio comunitária consiga recursos em dinheiro para se manter. A comunidade viabiliza a capacitação. A rádio Comunitária não deve se manter somente de doações e trabalhos voluntários. Deve buscar um “profissionalismo” que garanta a sua atividade. Existem opções para a manutenção, entre elas a publicidade, mas a lei fala em apoio cultural. Porém resta saber se essa lei existe e qual a sua nominação. Faça propaganda e dê prioridade, se possível cobrando pouco, aos negócios de sua comunidade.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *