Sociedade e rádio, a prática de produzir cultura

Na pesquisa para o Trabalho de Conclusão de Curso o acadêmico de História da UFSC, Lucas Miszewski da Roza busca os possíveis relacionamentos entre o homem e a máquina.

Lucas M da RozaNessa busca, Lucas especula os meandros que envolvem o relacionamento humano com a tecnologia para chegar a um relacionamento que resulte na prática de produzir cultura. Indo, com isso, muito além do relacionamento formal entre pessoas – empreendedores, profissionais, anunciantes e ouvintes – com instalações, móveis e equipamentos necessários ao funcionamento de uma empresa de comunicação. Chega ao detalhe, por exemplo, de indagar como deve ser a postura de um profissional de locução diante das características dos microfones, mixadores, amplificadores até os móveis que fazem parte de um estúdio de transmissão radiofônica.

No trabalho Lucas navega pela história do rádio em Florianópolis como era praticado nas décadas de 1950 e 1960, período, aliás, considerado como a Era de Ouro do Rádio.

Na conversa que mantivemos, para está edição do Ponto de Encontro, o ouvinte poderá apreciar com mais precisão a amplitude e profundidade do estudo. O programa foi gravado na terça-feira, 20/10 na cafeteria da Livraria Catarinense do Calçadão da Rua Felipe Schmidt. Som ambiente natural, sem tratamento acústico, captado na minigravadora Sony M2 MicroSD. Tempo: 32min22seg

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *