Posts

Ilha dos Sons Raros e encontro no verão

Foi a primeira vez que foi montado um bar típico no palco (depois copiado outras vezes), onde os músicos se distribuíam entre as mesas, atendidos por um garçom que os servia.

O Capuchon passa a ser nossa base

Passamos a usar apenas o nome Capuchon e continuamos a compor, em duplas ou trios, o repertório do grupo, além incluir canções compostas anteriormente.

A força dos festivais

Pedi “um tempo” ao Capuchon para organizar, com Luiz Alves da Silva – Culica – o 2º FUCACA (Festival Universitário Catarinense da Canção), promovido pelo DCE da UFSC [ Márcio Santos ] O FUCACA teve continuidade em agosto de 1972 com sua segunda edição, desta vez sob a coordenação geral de Luiz Alves da Silva […]

Final da década de 1960 – 2

Música | Ilha de meu som | Os festivais Márcio Santos Porém, a continuidade dos próprios festivais possibilitou a simbiose, ou melhor, a síntese dos estilos. Quando Caetano, Gil e os Mutantes, motivados pelo antropofagismo de Oswald de Andrade e idolatria a Carmem Miranda, começaram a usar guitarras em seus arranjos, causaram grande rebuliço nos […]