Posts

50 anos da Rádio Guaíba: Jorge Alberto Mendes Ribeiro

Ao receber o convite de Arlindo Pasqualini em 1956 para se transferir para a Rádio Guaíba, Jorge Alberto Mendes Ribeiro talvez lembrasse daquele teste no início da década lá na Gaúcha, que então se transformava em seu ex-emprego. De fato, o recém-contratado diretor de broadcasting da nova emissora, anos antes, passara por uma constrangedora reprovação […]

80 anos da Rádio Gaúcha: Maurício Sirotsky Sobrinho

Junho de 1957. Um desafio coloca-se à frente de Maurício Sobrinho, que do nome artístico omite então o sobrenome Sirotsky. Deixando o posto – muito confortável, diga-se de passagem – de principal animador de auditório na principal rádio do estado, a Farroupilha, ele começa a transição de empregado para patrão. Junto com Arnaldo Ballvé, proprietário […]

Rede da Legalidade, há 45 anos, o rádio como garantia constitucional (1)

– Peço a vossa atenção para a comunicação que vou fazer. Muita atenção. Atenção, povo de Porto Alegre! Atenção, Rio Grande do Sul! Atenção, Brasil! Atenção, meus patrícios, democratas e independentes, atenção para minhas palavras.  Por volta das 11h, do dia 28 de agosto de 1961, é um Leonel de Moura Brizola jovem, na força […]

Enio Melo e o Pan-Americano de Futebol de 1956

De forma muito oportuna, Eduardo Erdmann Vals recupera, no livro 1956 – Uma Epopéia Gaúcha no México, o papel do então comentarista da Rádio Gaúcha e redator de esportes do jornal A Hora, Enio Melo, na participação de um combinado do Rio Grande do Sul no Pan-Americano de Futebol, disputado no México naquele ano. Como […]

Programa Mauricio Sobrinho: um auditório na pré-história da RBS

Às 14h do sábado, dia 9 de junho de 1956, torna-se realidade “o big lançamento da PRH-2”, como não cansa de registrar, há semanas, o jornal Diário de Notícias, aproveitando-se de uma gíria da época. [Por Luiz Artur Ferraretto] É a estréia do Programa Maurício Sobrinho. Para a principal aposta da Rádio Farroupilha daquele ano, […]

Carlos Nobre, o último grande humorista do Rio Grande do Sul

A partir de um pequeno quadro, que explora o futebol, escrito por Luiz Gualdi para a Rádio Gaúcha, em 1953, um intérprete de músicas românticas em início de carreira vai acabar se transformando no mais importante humorista do Rio Grande do Sul. Sobrevive, inclusive, ao fim do espetáculo radiofônico, com seu trabalho aparecendo também na […]