Ter um filho homossexual

Você já ouviu falar em “Histórias sentimentais de mulheres e homens do Brasil”? Este é o livro de Elisabeth Orsini, lançado pela Editora Record, que narra casos vivenciados pela jornalista no quadro “ Como vai você?”. O quadro, um consultório sentimental, vai ao ar de segunda sexta-feira, dentro do programa “Boa tarde Globo”, e é transmitido por 18 emissoras ligadas ao sistema globo de rádios.
Por Ricardo Medeiros

Quem ler o livro, publicado em 2005, terá contato com 26 histórias de pessoas simples que encontraram no rádio um espaço de desabafo, de esperança. A mãe divide com a jornalista Bety a experiência de aceitação de ter um filho homossexual, que vai para Suíça fazer shows. A esposa queixa-se do marido que bebe e é grosso com ela. No entanto, quer dar uma segunda chance a este homem. Outra mulher não sabe o que fazer com o marido que tem uma amante. Ela diz que o companheiro era uma ótima pessoa e nunca deixa faltar nada em casa. Inclusive transa regularmente com ela.
A respeito do trabalho de Elisabeth Orsini no rádio, a Diretora-Executiva da Central Brasileira de Notícias (CBN), Mariza Tavares, observa que “ao ouvir os problemas alheios, ela transborda junto de emoção e vive aquela história como se fosse a sua. Por isso ainda bem-não esperem dela frieza ou distanciamento crítico. Bety nos lembra que não estamos sozinhos neste planeta povoado de tantos desencontros”.
Bety comanda “Como vai você” no programa de Francisco Barbosa, que tece alguns comentários sobre a colega: “com seus conselhos ponderados de pessoa vivida-muita bem vivida, diga-se de passagem-, ela vai mostrando os caminhos pra quem precisa, apontando os nós e como desatá-los, acariciando e, às vezes, até dando uns apertos nos ouvintes.”
Desde 1975, a carioca Elisabeth Orsini, 54 anos, atua na imprensa. Depois Jornal do Brasil , passou a trabalhar como  repórter do “ Caderno Ela” de O Globo. Há cerca de quase três anos, começou também a se enveredar pelo rádio.
Orsini, Elisabeth. Nas ondas do rádio: histórias sentimentais de mulheres e homens do Brasil. Rio de Janeiro: Record, 2005.


{moscomment}

Categorias: Tags: , ,

Por Ricardo Medeiros

Doutor em Rádio pelo Departamento de História da Université du Maine (Le Mans, França). Radialista, jornalista, escritor e professor de rádio do curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina e assessor de imprensa da Prefeitura de Florianópolis. É um dos fundadores do Instituto Caros Ouvintes.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *