Tiro ao Álvaro e a bengalada histórica

Pois é, me contaram através de um E-mail oriundo de Curitiba: lembram-se daquele velhinho que deu uma bengalada no Zé Dirceu? Pois bem: dizem que ele foi pago pra fazer aquilo.

Cronica sem vergonha 2Yves Hublet é um ator que trabalhou no filme “O Paraíso das Solteironas”, com Mazzaropi e em “Independência ou Morte”, com Tarcísio Meira, filme épico produzido pela Ditadura Militar em 1972. Esse bom velhinho, segundo a jornalista Rosana Bond, de Florianópolis, que simbolizaria a “ira santa nacional contra Dirceu, o Dragão da Maldade” – por sinal muito fotogênico – trabalha sempre como Papai Noel no Shopping Muller de Curitiba, de propriedade dos sócios de Jaime Lerner.

A imprensa foi toda avisada para fotografar a “bengalada histórica” através da responsável pela Folha em Curitiba.

E a viagem de Yves a Brasília foi debitada à conta de Paulo Abbas, assessor de quem…? Tchan, tchan, tchan, tchan…! assessor de Álvaro Dias, na Sydnei Agência de Turismo.

Morro (na praia do Campeche, lógico!) e não vejo tudo.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *