Todo dia é dia do Rádio e do Radialista

13 de fevereiro, 25 de setembro, 7 de novembro.

radioNo dia 25 de setembro de 1884 veio ao mundo Edgar Roquette Pinto. Ele fundou oficialmente a primeira emissora de rádio do país, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, em 23 abril de 1923. Em homenagem ao nascimento de Roquette Pinto, neste dia é comemorado o Dia do Rádio.

Nos anos 1920, o pai do radio vislumbrava que: “Todos os lares do Brasil receberão livremente o conforto moral da ciência e da arte. A paz será realidade entre as nações. Tudo isso há de ser o milagre das ondas misteriosas que transportam um homem em poucos minutos (…) ”

Roquette era de tudo um pouco: médico, antropólogo, professor ensaísta. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, da Academia Brasileira de Ciências, da Academia Nacional de Medicina, da Associação Brasileira de Antropologia e da Academia Brasileira de Letras. Faleceu em 18 de outubro de 1954.

Mas, há uma outra data de comemoração no Brasil. É o dia 7 de novembro. Pela lei nº 11.327, assinada pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, nesta data é festejado o Dia do Radialista, uma reverência ao homem de rádio, cantor e compositor Ary Barroso.

Antes, o Dia do Radialista era lembrado no dia 21 de setembro. O presidente Getúlio Vargas, em 1943, decretou esta data para marcar o período da fixação dos níveis mínimos de salário dos trabalhadores em empresas de radiodifusão.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura- Unesco – criou uma data mundial para comemorar o Dia do Rádio. É o dia 13 de fevereiro, período em que foi criada a Rádio ONU, em 1946. A Unesco quer incentivar as emissoras do planeta na promoção do acesso à informação e à liberdade de expressão.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *