Tv Anywhere

Rádio CBN Brasil | MUNDO DIGITAL, com Ethevaldo Siqueira
Milton – Ethevaldo, é verdade que o jeito de ver televisão está mudando em todo o mundo?
Ethevaldo – Está, Milton. Essa mudança decorre do uso cada vez maior de dispositivos móveis portáteis, como smartphones, tablets e laptops. Esses dispositivos estão criando novos hábitos nos telespectadores.

Milton – Existe algum estudo sobre essa mudança?
Ethevaldo – Existe, Milton. Uma pesquisa mundial feita pela Motorola Mobility, empresa que pertence ao Google, mostra que 40% dos telespectadores já assistem a programas de TV aberta em dispositivos móveis, inclusive em suas residências. O nome da pesquisa da Motorola Mobility, em português, é Quarto Barômetro Anual de Audiência de Mídia. A empresa ouviu 9.500 pessoas em 17 países. Mas o Brasil não foi incluído nesse grupo. Uma das suas conclusões mais curiosas, Milton, é a variedade dos locais em que as pessoas passaram a assistir a seus programas de TV aberta e conteúdos gravados, em dispositivos móveis. Esses locais incluem desde o quarto de dormir até o banheiro.

Milton – E qual é a variação desses locais nos diversos países pesquisados?
Ethevaldo – É uma questão curiosa, Milton. Para 36% dos pesquisados, o quarto de dormir é o local preferido para ver TV com dispositivos portáteis. Na Argentina, esse percentual chega a 62%. Outros países são mais conservadores. Na Suécia, 81% das pessoas que veem TV em dispositivos móveis preferem assistir aos programas na sala de estar. No Reino Unido, 75%; e na Austrália, 68%.

Milton – E quanto ao número de horas que as pessoas passam diante da TV?
Ethevaldo – Com os dispositivos móveis, o número de horas dedicadas à TV está aumentando, Milton. A média mundial mostrada pela pesquisa é de 25 horas por semana, com dispositivos móveis usados predominantemente para ver shows e filmes. O que dá quase quatro horas por dia apenas em dispositivos móveis. Eu supunha que, nestes tempos, com a expansão da internet, o mundo estivesse vendo menos TV.

Milton – E como você avalia o uso de dispositivos móveis no Brasil?
Ethevaldo – O Brasil conta hoje com mais de 260 milhões de celulares em serviços e disputa com a Indonésia o quarto lugar entre os maiores mercados de telefonia móvel no mundo. Mas apenas 18% desses celulares são smartphones e o número de tablets com acesso à banda larga não passa de 10 milhões. O que explica o baixo número de smartphones e de tablets no Brasil são seus preços absurdamente elevados, decorrentes da tributação excessiva e do baixo poder aquisitivo da maioria da população.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *