Um novo mundo já nasceu

O mundo velho, antigo, hipócrita, desmiolado, sujo, ingrato, traidor, já se decompõe, já fede. Quem tenha acompanhado a conferência dos países havida no Rio de Janeiro, chamada Rio+20, deve ter tomado conhecimento do pronunciamento do presidente uruguaio, sr. Pepe Mujica, como é conhecido aquele ancião com cara de camponês, com jeito de camponês e, de fato, um camponês. De maneira simples, sem alterar a voz, sem dar de dedo, apontou a todos onde estão os problemas desta humanidade atual: estão no homem. Não é preciso inventar muita coisa, precisa reformar o homem, eleger a felicidade e não a riqueza. Não precisamos ficar preocupado com quem está pobre ou se as calotas polares irão derreter ainda mais por conta da poluição. Precisamos ficar preocupados com quem acha que está infeliz porque tem casa de luxo, dois automóveis, consome duas vezes o que lhe seria próprio. Também não precisa dividir a sua casa, os seus automóveis e as suas tralhas de consumo, tirando de quem tem para dar a quem não tem, precisa é priorizar a felicidade e não o consumo. Elegemos consumir como meta de realização, mas não dissemos o que seja esta realização. Talvez seja a destruição do planeta e a inviabilidade do homem sobre ele.

Mas, as palavras de Pepe Mujica, palavras de um chefe de Estado, ditas a chefes de Estado de quase todo o mundo, foram ouvidas como se um velho inadequado tivesse invadido a conferência como pobre desvalido para reclamar dos ricos valorosos. Na verdade, a riqueza falava e a pobreza ouvia perplexa. Perplexa e hipócrita, pois nos dias seguintes cada qual, de volta ao gabinete, ficou a olhar para a arrecadação provinda do consumismo e, com os olhos gordos e doentes, fixos nos cifrões dessa arrecadação suicida, esqueceu o que disse Pepe.

Mas, Pepe é uma espécie de João Batista, a voz que clama no deserto. E eis que do deserto começam a brotar lírios. Pepe tem razão. Pepe é o único, mas é um chefe de Estado. E seu discurso não é hipócrita, porque a sua atitude levou-nos a pesquisar sua vida. Pepe fala do que faz na prática.

Está dada a largara. O que cada um dos seguidores de Pepe tem a fazer é multiplicar a proposta. Hoje somos dez, amanhã seremos mil, semana que vem seremos um milhão.

O Novo Mundo Nasceu. Viva!!!

Categorias: , Tags: , , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *