Um som da sabedoria

Há quem pense que sábio é aquele que fala sempre coisas grandiosas ou que tenha muito conhecimento. A palavra sabedoria significa mais. Claro que sabedoria envolve um bom conhecimento, mas ter esse bom conhecimento em si não significa que a pessoa seja realmente sábia. Imagine o amigo leitor (a) alguém possuidor de grande conhecimento, mas que fale de maneira grosseira com familiares e demais pessoas em seu dia a dia.

Não há dúvidas de que é confortante ouvir palavras sábias em momentos felizes e em horas difíceis. Pessoas sábias usam o conhecimento para produzir boas coisas, inclusive o bem ao próximo, e claro, jamais dizem que são sábias, nós saboreamos e anunciamos sua sabedoria.

Isso porque o sábio é modesto, reconhece que tem limitações, também é humilde.

O sábio não entrega seu ouvido a qualquer coisa que é dita. Sempre que preciso ouve os dois lados de uma história, não tem mente fechada. Tudo isso me fez lembrar uma crônica do escritor Humberto de Campos: O Poliglota. É mais ou menos assim:

Emílio de Meneses estava em uma roda da “Pascoal”, quando chegou um amigo e lhe apresentou um rapaz que vinha em sua companhia. Foi dito a Emílio que o tal rapaz, nosso patrício tinha percorrido o mundo inteiro e falava corretamente o inglês, o francês, o italiano, o espanhol, o alemão…

O rapaz sorria modesto, ante os elogios e a palestra voltou ao que era. Ao fim de uma hora, durante a qual apenas proferiu alguns monossílabos, o viajante despediu-se e foi embora.

– Que tal esse camarada? – perguntou a Emílio um dos da roda.

– Inteligentíssimo e, sobretudo, muito criterioso – opinou o rei dos boêmios.

– Mas ele não disse palavra…

– Pois, por isso mesmo – falou Emílio. E rindo continuou – Você não acha que é ter talento saber ficar calado em seis línguas diferentes?

Humberto de Campos sabia muito bem o que é prudência. E essa então: “Até o tolo é considerado sábio quando fica calado. E quem fecha os lábios é considerado alguém de discernimento”. Provérbios 17:28. Tradução Do Novo Mundo Da Bíblia Sagrada.

É muito bom proferir palavras sábias. Mas os sábios reconhecem que o silêncio é um dos sons da sabedoria que faz a diferença em muitos momentos.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *