Uma família dedicada ao rádio há quase meio século

Volto ao ano de 1964 quando o país passou por um momento crítico; até deflagraram a campanha “Ouro para o Brasil”. Fui a Galeria Bush na rua XV de Novembro entregar um anel de ouro, como contribuição por um país melhor (?) a pedido de minha mãe.
Por Edemar Annuseck

O Lázinho e a Rádio Nereu Ramos estavam lá; o povo colaborou, mas, curiosamente como tudo que  acontece neste país, ninguém soube o destino que se deu ao ouro. Mas, vamos ao que interessa que é o rádio.
Rede Estadual
Quando recebi a oportunidade de ingressar no rádio pelas mãos de Evelásio Vieira com indicação de Mário Maestrini (que era o diretor comercial da emissora), a Rádio Nereu Ramos não estava só na parada. Ela já tinha sua rede de emissoras com a Rádio Tabajara de Tubarão, Estadual de Ibirama e Tupinambá de Dionísio Cerqueira. O Lázinho já pensava grande.
Profissionais
Tanto pensava grande que o elenco de locutores da Nereu era da mais alta qualidade; sempre que necessário buscava atrações no Paraná e no Rio Grande do Sul, e novas tecnologias a partir da Rádio Bandeirantes de São Paulo, a grande emissora brasileira. Há que se considerar que em Blumenau o mercado ainda era restrito para as idéias de Lázinho.
Já citei em outra ocasião que passaram pela Nereu nomes consagrados do rádio brasileiro como Willy Gonser, Martins Rebelato, Silvio Ronald, Alfredo Costa, Eduardo Gonçalves, Ronaldo Folador, Fernando Linhares da Silva, Ivo Sutter, José Domingos, Alfredo Otto Flatau, Altair Carlos Pimpão, Germano Junior, Carminati Junior, Edson Luis, Edson Silveira, Luis Carlos Gutierrez, Nelson Tófano, que se juntaram a Osni Wilson Jacobsen, Virgilio Léo, Waldir Wandal, Álvaro Correa, Jeni Lino, Jota Pedro para ao longo dos anos 50 e 60 formar um dos mais respeitáveis times do rádio catarinense.
Participei desse timaço a partir de 1964 ao lado de Rubens e Vilmar Olbrisch, Nilson Fabeni, Alirio Barth, Moacir Galiani, Israel Correa, e tantos e respeitados companheiros.
As lembranças
Chega o fim do ano e a gente começa a lembrar de muita coisa; e especialmente da filosofia de Evelásio Vieira; enérgico, cobrava qualidade, mas, era amigo de todos, em muitas ocasiões mais amigo do que patrão. Hoje chegam as minhas mãos fotos do novo prédio da Rádio Nereu Ramos, inaugurado este ano. Apesar de convidado ainda não tive a chance de conhecê-lo. E aí bate a saudade; saudade do Lázinho que com certeza estaria exultando por reunir num só local, num prédio com instalações modernas, as três emissoras da família; a Nereu, a Clube e a FM 90.
Infelizmente quis o destino que ele não estivesse presente na inauguração, mas, seus filhos Evelásio Paulo Vieira, Edélcio Vieira e Edelcy Vieira, além da esposa dona Elfrida, com certeza estão emocionados pela obra que Lázinho deixou para ser eternizada. A Rádio Nereu Ramos vai completar 50 anos de existência em 2008, no dia 1º. de Setembro, moderna e com a potência que sempre pedi que o Lázinho colocasse para chegar mais longe. Neste novo prédio estão instaladas além da Rádio Nereu Ramos, a PRC-4 – Rádio Clube de Blumenau, a pioneira, há mais de 70 anos no ar, e a 90FM, que o Evelásio Paulo Vieira, o Paulinho, construiu para ser uma das melhores do estado, a melhor na sua linha de programação com certeza.
Às vésperas do Natal de 2007 – quando a emoção toma conta de todos nós – rendo minha homenagem à família de Evelásio Vieira, seu Lázinho, e aos que contribuíram de forma extraordinária para o sucesso da Rádio Nereu Ramos e emissora do grupo, nestes quase 50 anos.
 

 


Os novos e modernos estúdios da Rádio Nereu Ramos, Clube e FM 90.


Novo prédio das emissoras da família de Evilásio Vieira.

Deixe a sua opinião!

 


{moscomment}

Categorias: Tags: ,

Por Edemar Annuseck

Edemar Annuseck, jornalista, narrador esportivo que iniciou na Rádio Nereu Ramos de Blumenau em 1964 e depois atuou nas Rádio Jovem Pan, Tupi, Record de São Paulo, Clube Paranaense, Cidade e Globo/CBN de Curitiba, TV Jovem Pan e SPORTV, Editor da página de esportes do Jornal A CIDADE DE BLUMENAU, cobrir 5 Copas do Mundo (74, 78, 82, 86 e 90).
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

1 responder
  1. nereu guidi says:

    Registro minha admiração a Evelásio Vieira pelo resultado de seu trabalho honesto e que colhendo com simpatia a confiança do povo Catarinense nos representando no Senado Federal,Deixou aos seus filhos não só um grande marco nas comunicações, mas seu grande exemplo de vida.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *