Valmor de Bona: pioneiro nas transmissões

Valmor de Bona 2Com 72 anos de idade e 54 anos de profissão – todos na Rede Peperi de rádios de São Miguel do Oeste – Valmor de Bona tornou-se uma referência em transmissões radiofônicas. Por isso, receberá homenagem no maior evento da mídia catarinense provido pela Associação Catarinense de Imprensa – ACI/Casa do Jornalista.

Valmor de Bona nasceu em 18 de fevereiro de 1942 no município gaúcho de Dois Lajeados. Aos 18 anos começou a trabalhar na Rádio Colmeia, em São Miguel do Oeste, atual Rádio Peperi, emissora da Rede Peperi de Comunicação. A ideia era permanecer na emissora apenas alguns meses, mas, ali permaneceu por 54 anos. Começou a trabalhar em 1º de novembro de 1960 como operador de áudio, tomou gosto pela profissão e esta até hoje em atividade.

Com o passar dos anos, atuou em vários setores da emissora, sendo reconhecido principalmente pelo serviço na parte técnica em transmissões externas. Naquela época, sem a tecnologia atualmente disponível, era comum Valmor de Bona, dar condição técnica para transmissões, usando fios de arame.

“A história de Valmor de Bona se confunde com a história da Rádio Peperi e com a história do rádio catarinense”, assinala o diretor Adilson Baldissera.

[ Com informações e foto da MB Comunicação Empresarial/Organizacional ]

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *