Zé Pfau, uma radiografia de corpo inteiro

Zé Pfau. Foto acervo da família

José Geraldo Reis Pfau, ou simplesmente Zé Pfau, aterrissou no planeta Terra no dia nove de abril de 1950, num belo domingo de Páscoa e foi logo tomando conta do pedaço botando a boca no mundo quando o médico aplicou aquelas palmadinhas regulamentares. Viu que a coisa funcionava, então fez boa prática de seu robusto equipamento sonoro treinando diferentes tons de choro para dizer que estava com vontade de mamar, que queria fraldas novas e quentinhas.

Apesar de bom cobrador, foi sempre atencioso respeitando as normas da casa, exceto quando se tratava de sua liberdade de ir,  vir e fazer. Com três meses se virava no berço, puxava a coberta e colocava os brinquedos na boca. Com seis meses queria mesmo ficar no chão para xeretar tudo que tinha na redondeza. Era bobear e ele estava se arrastando para chegar perto dos móveis, puxar a ponta da toalha da mesa de centro e infernizar a vida do gato que dormia descuidado sobre o tapete.

E assim foi crescendo e cada vez mais curioso, com três anos – ainda meio tati-bi-tati – mal falava, mas queria saber de tudo. Curiosidade, tinha de sobra para dar e vender. Para encurtar o causo, continua sendo uma das pessoas mais criativas que conheci. Nos conhecemos como profissionais e comunicação e trabalhamos juntos partilhando a direção da TV Coligadas e da Atlântida FM de Blumenau além de coordenador a comercialização da RBS SC no Vale do Itajai até a divisa com a Argentina no extremo Oeste catarinense.

Tudo isso, porém, é apenas uma ligeira idéia de tudo que nos vai contar a acadêmica Neli Terezinha Ferreira no trabalho “Entrevista para narrativa Uma História de Vida” que você poderá ler clicando aqui. A matéria foi publicada inicialmente pelo blog do Adalberto Day.

Categorias: , Tags: , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *